segunda-feira, 21 de outubro de 2013

SOUTH BEACH WINE & FOOD FESTIVAL



17 a 24.FEV.2014 - SOUTH BEACH WINE & FOOD FESTIVAL - O Festival, conhecido como SOBEWFF,é apresentado pelo FOOD & WINE, repleto de estrelas, um evento internacional que faz de South Beach em Miami o destino ideal por 4 dias, mostrando o talento de produtores de vinhos famosos, assim como de destilados, chefs e personalidades culinárias.
Patrocinado pela Southern Wine & Spirits of Florida e a Florida International University (FIU), o Festival beneficia a Escola Chaplin de Hospitalidade e Gestão de Turismo e da Southern Wine & Spirits Managment Center.
Esta será a primeira atividade que vai formar parte da programação EnoGastro 2014”, saindo de BH com American Airlines na 2ª feira dia 17 FEV, voltando uma semana depois, para aproveitar o amplo programa de atividades deste Festival, e também conjugar com as amplas opções de compras que oferece este destino, tão próximo, com um vôo direto de BH. E claro, que será possível receber inscrições de outras cidades para as quais serão apresentadas as melhores opções de vôos, seja para conexão com o vôo de BH ou também vôos diretos, encontrando-se com o grupo no destino.
No programa será incluso um Curso de Culinária com Chefs renomeados, acomodação num hotel emblemático e cinematográfico, almoços ou jantares de confraternização temáticos e harmonizados, visita com degustação a algumas das lojas de vinhos mais destacadas, com preços excelentes (relembramos que a Flórida é um dos lugares do mundo onde é possível comprar a maior variedade de vinhos com os melhores preços, as vezes e inexplicávelmente melhor que na origem), visita ou passeio de tipo cultural ou turística a alguma atração local, traslados, aéreo, e claro, tempo livre para compras de todo tipo nos seus tantos centros competitivos existentes neste destino, e sem faltar alguma das atividades oficiais selecionadas do próprio Festival. Veja mais dele em www.sobefest.com
Também incluindo tours culinários fora do Festival, como a “Pequeña Habana”, um dos bairros mais pitorescos da Miami, com sua fabulosa cultura e popular cozinha, como os bocados de “picadillo”, “tostones” recheados, o famoso sanduiche cubano, as deliciosas empadas de guava ou o sorvete de mamey, além e conhecer o estúdio do famoso do pintor Agustín Gainza. Ou ainda um passeio culinário por South Beach apresentando os sabores autênticos das diversas culturas que compõe esta região mais famosa e badalada de Miami, com alguma amostra do Caribe, como o “tiradito” ou o “patacon” com carne, uma clássica sobremesa de um histórico delicatessen judeu, um sorvete artesanal italiano, a crocante empada colombiana, ou o mítico café cubano, ao mesmo tempo em que vamos conhecendo a interessante história do movimento ArtDeco deste bairro de frente a praia. Os Valores e o detalhamento do Programa está em construção e será publicado em breve. INSCRIÇÃO: Para quem já desejar garantir a sua vaga, solicite a sua Ficha de Inscrição. OBSERVAÇÕES GERAIS: ● Número de participantes no grupo: Máximo 24 e Mínimo 18. ● INFORMAÇÕES E RESERVAS: Na ZENITHE TRAVELCLUB CONSULTORIA E OPERADORA DE EXPERIÊNCIAS ENOGASTRONÔMICAS pelo Brasil e o Mundo. Belo Horizonte. TEL.: (31) 3225-7773. Contato: Francesca Bicalho. E-mail: fit3@zenithe.tur.br

SABORES DO SUL DA FRANÇA – PARTE 1


“ SABORES DO SUL DA FRANÇA – PARTE 1 “ – O Sul da França, formado pelas regiões do Languedoc e Roussillon, é famoso por seus azeites, anchovas, ostras, frutas. Uma cultura mediterrânea repleta de castelos medievais, abadias, e berço do primeiro vinho espumante do mundo.
Languedoc e Roussillon oferecem um dos terroirs menos gastos da França, e por isso, jovens enólogos são atraídos pelo potencial, qualidade e preço das terras. Apesar de existirem ainda alguns obstáculos, a qualidade dos vinhos da região está se transformando e fazendo dela uma das regiões mais interessantes da França, com ótima relação qualidade-preço, com vinhos de cores, aromas e sabores surpreendentes, assim como a própria paisagem da região. A proximidade com o Mediterrâneo dá aos vinhos do sul da França uma grande diversidade, frescor e pureza de fruta. A região parece uma colcha de retalhos de pequenos pedaços de terra que mostram que o Languedoc e o Roussillon são regiões muito diversas.
O Languedoc - Partindo de Montepellier, onde começa o Languedoc, até os Pirineus orientais, onde termina o Roussillon são 220 quilômetros de uma paisagem de tirar o fôlego. De um lado, o azul do Mediterrâneo; e do outro os campos de lavanda, oliveiras, carvalhos, cidadezinhas galo-romanas, e vinhas. No Languedoc, a maioria dos vinhedos se localiza em planícies. É uma região de vinhos tintos, e seus brancos são vinhos fáceis e gostosos de beber, feitos para o calor; nada mais propício para nosso clima tropical.
As uvas locais são as clássicas piquepoul, grenache blanc, ugni blanc, clairette, macabeo, marsanne e roussanne, sendo estas duas últimas vindas do Rhône. O clima é mediterrâneo, ou seja, verões quentes e muito secos e invernos rigorosos – pelos menos até hoje, já que o aquecimento global vem mudando o clima a cada ano. A sorte das vinhas – e dos viticultores – é o vento Mistral que sopra do mediterrâneo um ar mais fresco e tempera o clima. Com uma produção de 4 milhões de hectolitros por ano, a região produz 70% dos "Vins de Pays" franceses, contando com mais de 60 denominações diferentes !
Sua primeira denominação é Costières de Nîmes, localizada em uma das áreas mais quentes do país, onde domina a nobre viognier como base dos vinhos brancos. Ao lado está a pequena Clairette de Bellegarde, com brancos produzidos apenas com a uva clairette – de caráter floral e delicado. Numa área bem mais extensa, se encontra Côteaux du Languedoc, que engloba doze terroirs reconhecidos, separados pelos diferentes tipos de solos, inclinação, tipos de vento, quantidade de sol e chuvas. No rótulo do vinho podemos encontrar o nome de cada um destes crus. Mais ao norte, está a mais antiga AOC da região – Clairette du Languedoc. O vinho é produzido exclusivamente com esta uva. Em direção aos Pirineus, passamos por várias denominações de origem como Faugères, Saint-Chinian, Minervois, Corbières e Fitou, mas nenhuma delas produz brancos – seus vinhos são tintos e rosés. Se algum produtor fizer vinhos brancos, normalmente será sob a denominação Côteaux du Languedoc. Semana que vem veicularemos a parte 2 deste artigo.

domingo, 13 de outubro de 2013

NOVIDADES ARGENTINAS COM A VINÍCOLA DO MERCOSUL EM BELO HORIZONTE


“ NOVIDADES ARGENTINAS COM A VINÍCOLA DO MERCOSUL “ – A Vinícola do Mercosul Ltda (VDM), apresentou recentemente, em 30 de setembro, o seu portfólio de rótulos criados na Argentina, que importará para o Brasil de forma exclusiva.
A VDM tem hoje em sua relação de fornecedores a parceria com dez empresas vinícolas com produtos varietais e blends, feitos com diferentes métodos de elaboração. A qualidade dos vinhos oferecidos pela VDM é baseada, entre outras variáveis, nas características geográficas de Mendoza, denominação que é conhecida como "terroir", a saber:
Clima continental seco: enquanto outras regiões vinícolas do mundo estão perto dos oceanos, as regiões vinícolas de Mendoza estão localizadas em vales altos, longe do oceano, onde há uma grande amplitude térmica. A precipitação anual é estimada entre 140 e 400 milímetros; e a combinação de excelente insolação durante o dia e frescor durante a noite, permite uma faixa de temperatura ótima para o bom crescimento das plantas e a maturação ótima das uvas.
Características da região: o terroir da Mendoza é jovem e com uma alta mineralização, com solos adequados para o bom desenvolvimento das vinhas e uvas.
A pureza da água: o líquido usado para os processos de irrigação do vinhedo e ainda na produção, vêm do degêlo da Cordilhera dos Andes.
Por outro lado, há uma grande herança cultural, pois Mendoza possui um patrimônio que remonta a mais de 450 anos. Basta lembrar que, em 1561, durante a fundação da cidade, seu fundador Pedro del Castillo, concedeu terra para para plantar vinhas. Mendoza é uma denominação de origem, com qualidades excepcionais para produção do vinho, devidas, em parte, às características do meio geográfico, incluídos os fatores naturais e humanos. Existe uma estrutura de controle sobre os produtores para cumprir adequadamente os pontos regulamentais visando obter um produto de alta qualidade, com método de vinificação para a obtenção de um vinho de qualidade excepcional.
Entre as Bodegas que terão seus vinhos importados inicialmente puderam ser provados os excelentes vinhos das:
1. BODEGA CAELUM: Empresa familiar fundada em 2009 que leva o nome de uma pequena constelação, que pode ser observada sobre o hemisfério sul e representa a ferramenta do escultor, o cinzel. Como o cinzel para o escultor, as mãos são para seus fundadores, as ferramentas de elaboração de seus vinhos. Está localizada em Agrelo, no Departamento de Lujàn de Cuyo. Os produtos que oferecen são:
a) Linha  Clássica com o Caelum Cabernet Sauvignon 2010, o Caelum Caelum Chardonnay  2012 e o Caelum Malbec 2010. Todos eles são vinhos com prêmios, incluindo 93 pontos na guia do “Palacio dos melhores vinhos da América Latina 2013” para o Malbec 2010.
b) Linha Reserva com o Caelum Cabernet Sauvignon Reserva 2010, o Caelum Chardonnay Reserva 2010, o Caelum Malbec Reserva 2011 e o Caelum Fiano 2012, com vários prêmios, com valores de 93 pontos para a Caelum Chardonnay Reserva 2010 e 94 pontos para o Caelum Malbec Reserva 2010 em a guia do “Palacio dos melhores vinhos da América Latina 2013”.

2. BODEGA VICENTINA: Empresa famíliar, localizada no Departamento de San Martín, e declarada de interesse histórico, por ter sido parte da fazenda que tinha o General José de San Martìn em Mendoza. Sua construção remonta ao ano de 1920. os produtos que esta bodega oferece são:
a) Pedro Delgado Malbec: um vinho superlativo, a safra 2011 foi qualificado internacionalmente com 88 pontos.
b) Pedro Delgado Malbec Roble: "Um Grande Vinho" encorpado e com notas adicionais de muita profundidade, com uma safra 2010 excepcional. Provavelmente um dos melhores Malbec que tem a Provincia de Mendoza.

3. BODEGAS Y VIÑEDOS SAN POLO: É uma vinícola localizada em La Consulta, no departamento de San Carlos, ao pé das montanhas. Ela está ligada a três pioneiros da vinicultura Argentina: Juan Giol, Bautista Gargantini e Pascual Toso, os dois primeiros responsáveis pela criação de uma das maiores bodegas do mundo. Os descendentes deles iniciaram na década de 1930 esta adega, que conta atualmente com 180 hectares de vinhas, duas delas localizadas entre 1.000 e 1.200 metros acima do nível do mar. A adega tem uma enorme capacidade de produção anual, de 5 milhões de litros. Os produtos que esta bodega oferece são:
a) Linha Auka como o Auka Malbec, um vinho elegante, suave, com um toque de frutas vermelhas, com taninos redondos e doces, longo final de boca, o Auka Cabernet Sauvignon, o Auka Torrontes, o Auka Chardonnay, o Auka Syrah e o Auka Bonarda.
b) Linha Ansias como o Ansias Chardonnay, safra 2.012, definido como um vinho muito atraente, com notáveis notas de fruta branca, o Ansias Cabernet Sauvignon e o Ansias Torrontes.
c) Don Alfonso Auka Malbec, outro vinho cuja safra 2.009, foi definida como um vinho sedutor, brilhante e intenso, com uma pontuação de 89 pontos. Ele tem uma muito detalhada elaboração, com posterior passagem por barris de primeiro uso, dos quais 50% é em carvalho francês, para finalmente, e após 12 meses sai fora dos barris, para descansar novamente em garrafas por mais outros 12 meses.

4. BODEGA CICCHITTI: A 11 km da cidade de Mendoza, construída em 1928.  Com vinhedos próprios localizados no Valle de Uco, em Lujàn de Cuyo, localizada entre 900 e 1.180 metros acima do nível do mar. Caracteriza-se por ser muito detalhista na elaboração dos vinhos e por ter um dos melhores vinhos espumantes no mercado argentino. Seus produtos são:
a) Linha Colecciòn Cicchitti: O Cicchitti Malbec, e um vinho poderoso, com taninos doces e envelhecido por 8 meses em carvalho. O Colecciòn Cicchitti Cabernet Sauvignon, safra de 2005 foi condecorado com a medalha de prata no Vinandino 2007. Vinho atraente no nariz, com personalidade impetuosa e potencial de envelhecimento de até 6 anos. O Torrontes da Colecciòn Cicchitti Colecciòn, que foi avaliado com 90 pontos pela Wine Spectator, em dezembro de 2007, um vinho aromático, elegante e balanceado. O Blend de Colecciòn Cicchitti, è 60% Cabernet Sauvignon, 30% Malbec e 10% Merlot, um Trivarietal intenso, avaliada com 89 pontos pela revista Wine Spectator, em dezembro de 2007, com bom corpo, taninos doces e potencial de envelhecimento de até 8 anos.
b) Linha Gran Reserva: Cicchitti Gran Reserva Malbec, que foi classificado como 92 pontos pela Wine Spectator, em dezembro de 2007, com 12 meses em barricas de carvalho, com mais 18 meses em garrafas e um potencial de envelhecimento de até 12 anos, a obtenção de um vinho de grande volume,  longo e persistente, com uma harmonia complexa.
c) Cicchitti Gran Reserva Cabernet Sauvignon, que também foi avaliada com 92 pontos pela Wine Spectator, em dezembro de 2007, com 12 meses em barricas de carvalho, 18 meses em garrafas e um potencial de envelhecimento de até 10 anos, a obtenção de um vinho de cor intensa, profunda e complexa estrutura, encorpado e equilibrado.
d) Linha Espumantes com o Soigne Brut Nature, e o Soigne Brut Rose, tudo preparado a partir de Chardonnay, Pinot Noir e Semillòn, a partir do mètodo champenoise (com a qual a bodega ganhou prêmios internacionalmente) e um potencial de 4 anos de envelhecimento; 5 anos para o Soigne Brut Rosè; e 6 anos  para o Soigne Brut Nature.

5. BODEGA HINOJOSA: Empresa vinícola familiar, localizada no Departamento de Tunuyàn, no Valle de Uco. Com início das atividades em 1962, nas mãos de Don Silvestre Hinojosa. Consiste em cerca de 120 hectares plantados numa altura de 1.200 m acima do nível do mar, criando um microclima ideal para o amadurecimento dos frutos. Seus produtos são:
a) Linha Don Silvestre: Don Silvestre Malbec, vinho encorpado, redondo, com boa adstringência, taninos suaves e acabamento agradável, o Don Silvestre Cabernet Sauvignon, caracterizado por espécies e sabores mentolados, com notas agradáveis a café e intenso sabor, o Don Silvestre Chardonnay, um vinho de grande consistência, o que mostra sabores a maçã com notas de banana e toranja e o Don Silvestre Tempranillo.
b) Linha Hinojosa com o Hinojosa Malbec Reserva, envelhecido em barris de carvalho por 9 meses, este vinho tem um bom volume e persistência no palato e uma complexidade interessante até o fim, o Hinojosa Cabernet Sauvignon e o Hinojosa Tempranillo.

6. BODEGA ACONQUIJA: Localizada em La Consulta, do Departamento de San Carlos, no Valle do Uco, construída em 1939. Tem duas fazendas de 150 hectares, a 1.100 metros acima do nível do mar. Seus produtos são:
a) Linha Alberto Furque com o Alberto Furque Malbec 2012 e o Alberto Furque Cabernet Sauvignon 2011.
b) Linha Aconquija como o Syrah Rosé Aconquija 2013 e o Chardonnay Aconquija 2012.
c) Linha Reserva como o Furque Tres Cepas, 50% Malbec, 30% Merlot e 20% Syrah, safra de 2009 foi premiado em a competição Vino Sub 30 2012, com Medalha de Ouro; é uma excelente combinação, envelhecida em barricas de carvalho americano e francés, é uma edição limitada de 6.500 garrafas só para ser comercialisado no mercado externo e o Furque Malbec Roble 2007.

7. BODEGA GARGANTINI: Localizada na região de Lujàn de Cuyo, a família Gargantini participou da criação de umas das maiores bodegas do mundo. Atualmente, possui duas vinhas a 1.100 metros acima do nível do mar, com uma produção anual de cerca de 2,2 milhões de litros. Os produtos desta adega que VDM oferece são:
a) Gargantini Malbec 2011, vinho com muito bom corpo, boa adstringência e equilibrado.
b) Gargantini Malbec Reserva 2009, um vinho de excelente corpo, com muita madeira e um fim agradável.
c) Gargantini Torrontes 2012, muito bom vinho com excelente equilíbrio entre floral e frutado e acidez perfeitamente balanceada.

8. BODEGA BONFANTI: empresa familiar, recentemente criada em 2004. Têm duas fazendas, uma em Lujàn de Cuyo, com 8 hectares e a outra de 5 hectares em Maipú. Os produtos desta vinícola são:
a) Familia Bonfanti Malbec Reserva 2013, um vinho encorpado, macio e gentil com um fim de boca longo e o Famila Bonfanti Cabernet Sauvignon 2013.
b) Roberto Bonfanti Gran Reserva: excelente vinho, feito a partir de uvas de vinhedos com idade média de 100 anos, envelhecido em carvalho francês por 24 meses, além de permanecer em garrafa 12 meses antes de ir para o mercado. Recebeu 92 pontos da Wine Advocate por Jay Miller, nos Estados Unidos.

9. BODEGAS Y VIÑEDOS TONELLI: Localizada no Departamento de Maipú, a construção é do século XIX e seus vinhedos estão a 700 metros acima do nível do mar. Os produtos desta vinícola são:
a) Linha Estirpe Tonbert  com o Estirpe Tonbert Malbec, com bom corpo, taninos agradáveis e excelente harmonia, o Estirpe Tonbert Cabernet Sauvignon, com estrutura própria, com grande corpo e boa intensidade tànica, o Estirpe Tornbert Bonarda e suave e equilibrado, com  presença de madeira e o Estirpe Tonbert Sangiovese.
b) Linha Reserva como o Tonbert Reserva Malbec

10. BODEGAS CALIGIORE: Vinícola orgânica, localizada em Lujàn de Cuyo, com vinhedos distribuídos a 900 m acima do nível do mar. Os produtos desta vinícola são:
a) Caligiore Malbec 2013: um vinho com uma personalidade forte e estilo único. Entrada doce na boca, com taninos maduros que lhe conferem textura, firme acidez e um fim longo. Apresenta um potencial de 6 anos de envelhecimento.
b) Caligiore Syrah 2013: elaboração de um vinho com taninos maduros e acidez equilibrada.
c) Cagliore Bonarda 2013: um vinho com entrada doce, com acidez agradável e fim fresco.
d) Linha Reserva: Organic Legacy Malbec 2011.

evento contou com o apoio da Fundação Pro Mendoza e do Consulado Argentino em Belo Horizonte. A VDM conta no seu portfolio com uma grande variedade de ofertas, com cerca de 50 rótulos, entre os quais estáo vinhos de bodegas famíliares, vinhos de elaboração industrial, vinhos Reserva e Gran Reserva e também vinhos de produção orgânica. Que sejam bem vindos !!!

EVENTO SOLIDÁRIO COM LANÇAMENTO DE VINHOS NA CASA DO PORTO



Lançamento dos Vinhos Feijoada & Co no dia 26/10 - Sábado. Boa comida, excelentes companhias e grandes vinhos. A CASA DO PORTO está promovendo uma campanha para AMPAPEB, associação de nossa grande amiga Claudia Portela, a qual se dedica a ajudar pessoas com Epidermolise Bolhosa. Vamos participar. 1º FEIJOADA CASA DO PORTO - Uma harmonização perfeita com o vinho Feijoada - INFORMAÇÕES: Valor R$ 100,00 por pessoa -  (10% da renda será repassada para a AMPAPEB) - http://www.ampapeb.com  Dia 26/10 – Sábado. Não percam, um dia que será muito agradável, para compartir com os amigos.